Mineropar inaugura exposição de rochas e minerais

A Mineropar inaugurou no dia (15/12), a Exposição de Minerais e Rochas Orville Derby e o Espaço Terra, Origem e Transformação. Eles fazem parte do Centro de Informações Minerais (CIM) Professor Riad Salamuni da empresa. Além destes dois espaços, integram o CIM a mapoteca, a litoteca, a fototeca, a videoteca e os painéis educativos de interesse de estudantes, professores, pesquisadores e empresários de mineração.

A Exposição de Minerais e Rochas é um espaço de pesquisa científica que contém mais de mil amostras e inclui minerais de minérios, meteoritos e rochas especiais como kimberlitos (rocha matriz do diamante), destinado a estudantes de cursos de Graduação e Pós-Graduação, pesquisadores e pessoas interessadas sobre o assunto.

Segundo o gerente de Gestão da Informação Geológica da Mineropar, Oscar Salazar Junior, a Exposição de Minerais e Rochas é a principal coleção deste tipo numa instituição pública do Paraná. “É uma coleção de grande interesse científico, pois tem exemplares de todas as famílias de minerais existentes”, afirma.

De acordo com o geólogo Antônio Liccardo, contratado pela Mineropar para organizar a exposição, “participar deste projeto representa uma grande satisfação pela oportunidade de preservar a coleção de minerais do professor Darcy Svizzero da Universidade de São Paulo coletados ao longo de mais de 40 anos de vida acadêmica, além dos minerais do professor Nelson Chodur da Universidade Federal do Paraná e das contribui8ções de muitos outros geólogos”.

A Exposição de Minerais e Rochas homenageia o geólogo e geógrafo americano radicado no Brasil na época do Império, Orville Derby, considerado um dos precursores da Geologia no Paraná e um dos responsáveis pelas primeiras pesquisas nesta área no Estado. Ele dirigiu e fundou a Comissão Geográfica e Geológica de São Paulo e o Serviço Mineralógico do Brasil, além de escrever 174 memórias sobre a geologia e a geografia do país.

O Espaço Terra, Origem e Transformação foi reformulado para atender os alunos das redes pública e privada dos ensinos médio e fundamenta e consiste numa exposição que aborda vários temas científicos e recebe cerca de 4 mil estudantes anualmente. As visitas são agendadas pelas escolas e fazem parte das atividades extracurriculares das disciplinas de Ciências e Geografia de muitas escolas paranaenses.

Na exposição, os alunos aprendem sobre os temas Sistema Solar, Interior da Terra, Deriva Continental, Evolução da Vida ao longo do Tempo Geológico, Maquete da Geologia do Paraná, Ciclo das Rochas, Vulcanismo, Formação dos Solos, Mineração do Estado do Paraná, Sua Casa vem da Mineração, Riscos Geológicos, Aquíferos e o Pré-Sal (geologia do petróleo).

Para o presidente da Mineropar, Eduardo Salamuni, o CIM cobre uma grande lacuna dos ensinos fundamental e médio das escolas públicas do Paraná, possibilitando que os estudantes em formação passem a entender melhor o planeta do ponto de vista geológico.

Salamuni afirma que com a abertura da Exposição Orville Derby, o Centro se enriquece ainda mais, oferecendo uma exposição de minerais e rochas ímpar no Paraná, devido à qualidade e raridade de peças expostas, inclusive com a presença de fragmentos de meteoritos e gemas de valor mineralógico inestimável.

Horário de atendimento do CIM: manhã – das 8:30 às 11:30 tarde – das 14:00 às 17:00

Rua Máximo João Kopp, 274 – Bloco 3 – CEP: 82.630-900 – Curitiba – Paraná
telefone: 41-3351-6900

Foto: Mineropar