Federação do Paraná apresenta programas ao governo estadual

Curitiba – O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Rodrigo da Rocha Loures, afirmou na última segunda-feira (14/2) que a instituição está preparada para firmar parcerias com o governo estadual em prol do desenvolvimento econômico paranaense. A declaração foi feita durante um encontro, em Curitiba, em que a FIEP apresentou para alguns secretários estaduais e representantes de órgãos governamentais, o Centro Internacional de Inovação (C2i) e os Observatórios Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/PR), Serviço Social da Indústria (SESI/PR) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL/PR).

“Publicamente, desde que o governador Beto Richa foi eleito, tenho dito que a FIEP é uma instituição autônoma, independente e que tem compromisso com o desenvolvimento do estado”, disse Loures. “É muito oportuno trazer os secretários para que conheçam o nosso potencial e para que saibam que a FIEP está interessada e preparada para estabelecer parcerias com o governo”, completou.

Para Loures, a cooperação entre os setores produtivo e público é uma das chaves para o desenvolvimento do estado. “Por isso a importância de nos respeitarmos mutuamente e sermos capazes de colaborar sem relação de subordinação ou sentimento ou espírito sectário”, afirmou. “Temos que colocar nessa relação o que o governador Beto Richa chama de comportamento republicano. Estamos abertos para a cooperação e felizes com a iniciativa desse encontro”.

Um dos pontos que, de acordo com Loures, deve ganhar atenção especial do novo governo é a implantação da versão estadual da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP). Criada em esfera federal, a ideia de uma PDP específica para o Paraná foi lançada no ano passado depois da articulação da FIEP com o BNDES e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). “Esperamos que o novo governo revisite esse plano, acrescente suas contribuições e faça os ajustes. A FIEP prosseguirá com essa interface com o BNDES e a ABDI para levar esse importante programa adiante”, disse ele.

INOVAÇÃO – O presidente do Sistema FIEP destacou também a importância da inovação para o desenvolvimento sustentável do Paraná. Os secretários e representantes dos órgãos do governo estadual assistiram a uma apresentação do Centro Internacional de Inovação (C2i), da FIEP, em que o diretor executivo Filipe Cassapo destacou as oportunidades e a importância da inovação para a competitividade do setor produtivo paranaense. “O mercado não tem mais espaço para empresas que não inovam. Muitos empresários entenderam isso, mas ainda carecem de informações sobre os caminhos para inovação”, destacou Cassapo.

O diretor também destacou o esforço dos especialistas do C2i para implantar e fomentar a cultura da inovação nas pequenas e médias empresas, setor que enfrenta dificuldades para conseguir crédito para pesquisa, desenvolvimento e inovação. “Temos a certeza de que é possível inovar em qualquer área e independente do tamanho da empresa. Recentemente auxiliamos uma pequena empresa de automação com sede em Curitiba, e uma padaria de Foz do Iguaçu, no extremo Oeste do Estado, a inovar e ampliar seus portfólios de produtos”, disse.

CLIMA – A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) demonstrou interesse imediato na construção de projetos em parceria com a FIEP. O secretário Jonel Nazareno Lurk propôs uma agenda de trabalho conjunto para avançar o desenvolvimento sustentáve. “Estamos elaborando um programa chamado Bioclima, que aborda a questão das mudanças climáticas aliadas à questão da biodiversidade. A presença da FIEP e das indústrias é fundamental para que a gente possa viabilizar esse programa. Temos a pretensão de chegarmos à Rio+20 e dizer que o Paraná tem uma meta definida para zerar do carbono em seu processo produtivo”, finaliza.:

Fonte: CNI

Anúncios