Patrão ladrão?

Jamais tivemos tanta evolução nas Instituições, nas leis, nos costumes na história da humanidade.

Estou indo mais próximo, olhar o que acontece aqui, no meu nariz, na minha sociedade.

Eu desconhecia que um parlamentar pode ter seu mandato suspenso e ninguém ocupar seu lugar. Quer dizer, dos 81 senadores, há agora 80 e se houver alguma votação muito importante e um voto for decisivo e mudar o resultado, podemos recorrer? A quem? Ao STF? Ué!  Foram eles que inventaram este negócio. Pior, pensemos nos mineiros, especificamente: elegeram 3 representantes, defensores de seus interesses. Agora, quem não votou em nenhum deles, decidiu que devem ficar uma temporada só com dois Senadores.

Eis um bom exemplo a ser repensado, revisto.

De uns anos a hoje, assistimos empresas, cujos donos, sócios, usam de falcatruas, buscam meios ilícitos, enfim, tornam-se ladrões, principalmente do dinheiro público.

E a lei a pega. E vai pra cima deles. Mas também sapecam punições e o rigor das mesmas, às empresas.

E geralmente, na maioria, pelo menos, são Empresas boas, bem gerenciadas, com corpo técnico bem montado, uma equipe de servidores qualificados, aos milhares.

Claro, o exemplo que quero dar é a Friboi. Talvez as “X” do Eike.

Acho deplorável o que os irmãos fizeram e fazem. Merecem eterna prisão e a busca de todo tostão que conseguiram graças aos meios ilícitos.

Mas e os produtos que suas empresas colocam no mercado? São de boa qualidade. Competem e ganham ou já ganharam significativa parcela do público consumidor.

Contratam agências de propaganda. Gastam em publicidade. E pagam salários, para milhares de colaboradores.

Isto é parte da economia. Isto é parte do PIB.

Move o País. Move a Sociedade.

E neste caso, em particular, exporta, traz divisas.

Bem, é difícil conciliar isto, não?

E daí, temos que à luz da modernidade, das novas ferramentas de gestão, das leituras que se fazem das leis a todo momento (julgamento do TSE?!) e punir o dono, punir o ladrão, poupando a Empresa, o produto, o trabalhador.

Busquemos no seio dos próprios trabalhadores, em seus Sindicatos, em suas Entidades de Classe, bons gestores.
Busquemos no mundo acadêmico (FGV, FAE….)mais gestores.

Busquemos nos credores que foram prejudicados, tipo BB, CEF, BNDES, Receita Federal, Estadual, outro tanto de bons gestores.

Busquemos na concorrência, que talvez tenha sido prejudicada.

Será difícil encontrar solução mas será possível. E tudo de forma transparente, com supervisão da Justiça. Preservando os minoritários.

Não podemos ser irresponsáveis e aplaudir apressados homens de preto, que querem a prisão, que fazem acordos generosos, que fecham os olhos para que os donos corruptos e ladroes tenham uma vida tranquila, com iates, jatos e residências em paraísos mundo afora. E que se danem as Empresas e afins.

Assim como os mineiros merecem ter sempre seus 3 Senadores, precisamos perseguir soluções que saibam preservar os bons atores econômicos e sociais e que estão nas maracutaias de brasileiros safados!

Se for consultado, tenho nomes, muitos nomes. O Brasil é pródigo em gente séria, honesta. Vamos encontrá-los sem uso de vela!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s