Cocel terá reajuste das tarifas de energia

Aumento reflete aumento no custo da transmissão, causado por decreto do Governo Federal

Rede de transmissão de energia

Rede de transmissão de energia. ABr

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL aprovou na manhã de terça-feira, 20/06, em reunião pública, o reajuste que será aplicado nas tarifas da Companhia Campolarguense de Energia – Cocel. O aumento médio de 13,34% teve como fator determinante o aumento no preço do transporte de energia – que cresceu 70,86% no último ano. Este aumento reflete as mudanças provocadas pela Lei Federal 12.783/13, aprovada pela então presidente Dilma Rousseff. Na época, as tarifas de energia foram artificialmente reduzidas com base na postergação de pagamentos de usinas e linhas de transmissão. A conta da transmissão começa a ser paga agora. No início de 2017 a ANEEL aprovou a metodologia da remuneração das transmissoras – que devem receber R$62,2 bilhões no prazo de oito anos. O custo deste pagamento devido às transmissoras será rateado entre todos os consumidores do país e varia conforme o mercado de cada concessionária.

Em 2015 a Companhia adquiriu a subestação DCL (localizada na Rondinha), mas não foram realizados investimentos para que a subestação pudesse ser totalmente aproveitada – o que tornaria a compra de energia e os custos de transmissão mais baixos.

Diretoria anuncia medidas que devem reduzir a tarifa nos próximos

Os custos que são gerenciáveis pela Companhia, como investimentos e mão de obra, tiveram redução de 2% com relação ao ano anterior. Apesar da economia feita pela Cocel, os custos que não são controlados pela empresa causaram o aumento na tarifa. A falta de investimento em infraestrutura nos últimos anos também foi um dos fatores determinantes para o aumento da tarifa.

A atual diretoria da Companhia, que assumiu a gestão da empresa em janeiro de 2017, informa que todas as medidas possíveis para reduzir a tarifa de energia estão sendo tomadas. O projeto para melhor aproveitamento da Subestação DCL, que possibilitará a compra de energia em tensão mais alta e com menor valor já está em andamento. O processo de licitação para estas obras já começou.

Também foram iniciados os estudos para compra de energia no mercado livre, através de leilões. Mesmo sujeita às variações de preço, a tendência é que a compra através de leilões possibilite que a energia seja adquirida a custo mais baixo – o que deve refletir na tarifa de energia nos próximos anos.

A Cocel está passando por um completo processo de reestruturação desde o início do ano. Os investimentos estão sendo retomados, com o objetivo de oferecer a melhor qualidade possível no serviço prestado e redução na tarifa de energia. Foram muitos anos com investimentos insuficientes em infraestrutura e sem acompanhar as mudanças do setor elétrico, mas a Companhia está recuperando a eficiência e o saldo positivo será percebido por todos os consumidores no futuro próximo.

Fonte: Ascom/Cocel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s