Salve-se quem puder!

 palocci

Os recentes acontecimentos (verdadeiros ou falsos) envolvendo o mundo político (esta sim a mãe de tudo! Viu sr. Janot?!) precipitaram no País um clima de salve-se quem puder.

Em 48 horas, tudo que poderia acontecer em meses, anos, foi detonado ao mesmo tempo.

Denúncias engavetadas saíram de repente. Arrependimento tardio veio a cavalo. De corrida.

Como já disse aqui, em comentário específico, o ex Presidente “Lula já era. O PT talvez”.

Eu vinha acompanhando a possível delação do Palocci. Médico que se transformou em político inteligente. Foi um bom Prefeito, não teve chance de mostrar competência parlamentar.

Foi abandonado por Lula e seus advogados amestrados. Preferiram sempre a chantagem emocional. Cansativamente.

O Palocci teve outra preferência: cirurgia. Em frases curtas e precisas,  enterrou Lula! Comprometeu seriamente o PT. Deverá ser extinto. E via policial. Lula já era. Cadeia é questão de semanas! Seus braços úteis e eficientes,  devem buscar luz própria, vida só e dentro de seus propósitos de fundação. CUT, Dieese e por aí.

Mas não será a fraca Marina que  ocupará algum de seu espaço. Nem o confuso PSOL do arrogante menino do norte.

O Podemos é novo. Cara de novo. Gente nova. E o Álvaro Dias tem passado bom. Sabe somar. Aglutinar. O Romário é um viés pragmático mas viável.

Não se deve deixar prosperar a carga pesada contra o Bolsonaro. Se tem seguidores, se tem votos, deve ser respeitado.

Eu vejo nele uma extrema preocupação com familiares: filhos são parlamentares em qualquer lugar. Desde que tenham salário público. O resto não me assusta. Os colégios militares são ótimos. E pessoalmente, só respeito militar no poder com voto. Se chegar lá assim, vou ajudá-lo mesmo não sendo seu eleitor.

Criança, fui espada contra a vassoura  do Jânio! Ah, teríamos evitado a intervenção de 1964….

O STF citado vagamente sem qualquer chance de real envolvimento, antecipa-se e faz da brisa uma tempestade: claro, sensação de culpa. Um tal de Fux (explique sua filha Juiza Federal, Ministro?!) já antecipou seu voto e como bom roqueiro fez frase de efeito: Que deixem o exílio de NY e venham para Papuda! Que feio. Não disse nada lá no acerto!

A mineira (e como!) Presidente exige averiguações e com data para anunciar a inocência. Quer zona de conforto!

Temer que baixe a bola. Não tripudie. Os erros que surgiram não anulam os dele. Aquiete-se e tente ficar até o fim. Mudando ministros, continuando nas reformas mas livrando-se da chantagem do Ministrinho Meireles, que ainda contabiliza a fábula que economizou retirando 10 reais do salário mínimo!

O episódio que assombrou o mundo e a todos, (apartamento do Geddel com 51 milhões) não é tão novo assim.

Aqui em nossa Curitiba, durante o segundo Governo Lerner, não foi só o episódio do pedágio que se implantou com “v.zero fora do sério”. Parece que Montevidéo até hoje guarda relações com aquele tempo. Havia casos estranhos, de Secretário despachando a favor petição de esposa advogada, Presidente da Copel atravessando a  rua para recepcionar a favor no outro cargo,  poderoso Secretário de Governo  atuando como lobista em loteria,  mensalinho de bom valor   entregue sem cerimônia na ALEP;  mas quero só lembrar que através de um Delegado de Policia amigo, soube que um grupo de fiscais concursados e aproveitando clima de festa na Secretaria, montou esquemas tão lucrativos que a única maneira de rapidamente guardar a grana arrecadada foi usar um pequeno apartamento de um conjunto  habitacional da Cohab. Todos sabiam onde era mas forças superiores não deixaram  fazer o que fizeram com o Geddel. (E cá entre nós, ele Geddel pouco se preocupou  porquê devem existir outros). Com tempo e inteligência coletiva, rede de motéis, postos, lojas, equipamentos comerciais de vulto e até plantações de soja e trigo nos Matos Grossos (tinha lá paranaenses começando a vida criminosa que hoje os levam para a cadeia com Lula!…) conseguiram desativar o pequeno  apartamento a la Gedel. E foram  felizes pra sempre.

Gente, vivenciamos realmente o clima de salve-se quem puder. Até os que teimosamente falavam em direita e esquerda deixaram de fazê-lo. Candidatos derrotados parece que até foram vencedores, tal os valores que lhe atribuem como criminosos.

É hora do famoso chamamento da razão, das pessoas de bom senso, do baixa a bola.

Não interessa ao Brasil quanto pior melhor. Desde que não venha na boca do Temer e canalha, qualquer providência baixando a tensão, o calor, será muito bem-vinda.

Comecemos!

*Ericoh MorbizÉrico-Morbis_avatar_1479923126-50x50

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s