Difícil ser brasileiro ( II )

brasil-3dfoto3d-blogspot-com-10

Reprodução Internet

É difícil ser brasileiro, maior de idade, alfabetizado e interessado. Agora, então, nos dias atuais, a coisa ficou maluca.

O Ministro Gilmar Mendes, do STF, diz que tem certeza de que foi gravado pelo marido da Ticiana. Que diabos um Ministro do STF teria a conversar com um já conhecido e temido empresário  que o está preocupando ser revelado?

O Ministrinho Meirelles acaba de afirmar que não se discute com números. Também acho. Roubou 10 reais todo mês do salário mínimo de milhões de cidadãos. Não se discute.

A aplaudida Polícia Federal (garotada atrevida, seu!) anuncia que o Presidente Temer embolsou 35 milhões roubados. E tudo bem. Não se respeita mais  Presidente da República. No meu tempo de criança (faz tempo….) Presidente da República visitava as cidades de trem, o povo ia as ruas com bandeirinhas e a Professora escrevia o nome no quadro (negro!) para que todos soubessem pronunciar. Hoje, ele é ladrão e tudo bem. Os ex Sarney, Collor, Lula e Dilma também. Por enquanto.

Há muito tempo que falo, escrevo, denuncio que os juros dos bancos no Brasil são pornográficos. Afinal, 400% ao ano, é coisa de alta carga sexual (broxante!).Mas não imaginei que o Santander, da poderosa família católica espanhola, resolvesse assumir e aumentar os lucros com exposição pornográfica.  Imagine o balanço do Santander:

Receita com orgasmos:  69  bilhoes de reais.

Aqui no Paraná, um tal de  Murilo Hidalgo (dono da conhecida  e certeira Paraná Pesquisa) afirmou que uma das vagas de Senador ano que vem,  já é do Procurador Dallagnol, da Lava Jato. Dispensou o voto de 7,2 milhões de eleitores paranaenses.

Não opinou, não comentou. Decidiu!

O Governo resolveu privatizar uma série de bras.  Aplaudo. Por mim, fechava o governo. Mas como explicar que na relação, consta uma “raspadinha”, um jogo, uma loteria? O Governo vai vender o jogo do bicho. Privatizar o privado!

Ah, e a Casa da Moeda. Que não faz moeda. Como agora usamos mais cartões magnéticos, não precisamos de fábrica de dinheiro. E também existe a Gedelbras, invenção baiana, nascida privatizada.

Antes que esqueça: a Casa da Moeda gasta 8 milhões de reais por ano, contratando 22 profissionais de saúde (médicos, psicólogos,nutricionistas, farmacêuticos, enfermeiros e dentistas). Tem 2.700 empregados com estabilidade (funcionários públicos).A última grande obra da Casa da Moeda foram as medalhas olímpicas! A maioria, quase tudo, exportada! A principal notícia deste ano foi uma nota oficial, informando que houve redução de 3 milhões de reais na aquisição de papel moeda.

Mas não compraram papel para passaporte. Demanda em alta.

Como se vê, só tem gênio lá. Feliz de quem  adquiri-la na privatização.

Toda operação da PF na Lava Jato  sempre teve nomes criativos. E um ritual: 5 horas da manhã, casa do bandido, japonês com bolsa de lona cheia de documentos, condução inicialmente para a sede regional da PF e depois avião privativo com destino a nossa Curitiba (às vezes Brasília). Não me lembro  de nenhuma exceção.

Quer dizer,  a última: os executivos se entregaram, não houve PF, não foi as 5 da manhã e o japonês não apareceu. E ficamos sabendo que o Ministro Fachin determinou que as prisões  não tivessem espetacularização. Assinou  24 horas antes deles se apresentarem. Tornou-se público 24 horas  depois!

M A S

Nesta terça cedo,vendo o fechamento do Bom Dia Brasil, com o insubstituível Chico Pinheiro e seu prime time, eis que a gente fica sabendo que no interior da Paraíba (pequena Caiçaras) tem um time de basquete,  composto por  alunos de uma escola pública municipal. E que venceram a competição estadual, derrotando na final o time de uma Escola particular da Capital. Ganharam a vaga pra vir a Curitiba, agora, por estes dias, participar dos Jogos Escolares do Brasil (a gente aqui ainda não leu, ouviu ou sabe de nada!

A Prefeitura de Curitiba e seu Secretário de Esportes, Marcelo Richa (sim,  filho do Governador!) deverá,  claro, dar a divulgação necessária.

Bem, os vitoriosos meninos de Caiçaras não estavam conseguindo viajar, pois não tinham grana para uniforme e contratar um ônibus. Então, o time derrotado viria.

Aí, os pais brasileiros dos meninos da Escola  particular, decidiram que não: nada disto. Viriam os vitoriosos de Caiçaras. E iniciaram campanha na internet e conseguiram levantar recursos para os  meninos virem de avião.

Ficou menos difícil ser brasileiro, depois  desta notícia!

Estarei lá, torcendo por eles. Vou descobrir quando e onde jogarão.

*Ericoh Morbiz Érico-Morbis_avatar_1479923126-50x50


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s