BRDE contratou R$ 2,2 bilhões em financiamentos em 2017

Banco encerrou o ano como maior repassador de recursos entre as instituições credenciadas pelo BNDES na Região Sul. Das 4.744 operações realizadas em 2017, 79% foram para micro, pequenas e médias empresas.

Milho

Plantação e colheita de milho no interior de Cascavel. Foto Jonas Oliveira

O BRDE contratou R$ 2,2 bilhões em financiamentos nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul em 2017. O desempenho produziu repercussões socioeconômicas importantes para o Sul. Foram 33.065 empregos criados ou mantidos, 6.613 diretos e 26.452 indiretos.

As operações também geraram o recolhimento de ICMS incremental de R$ 359 milhões que os três estados destinarão às comunidades através de políticas públicas.

“Foi um bom resultado, destacando que o BRDE encerrou o ano mantendo a posição de maior repassador de recursos entre as instituições credenciadas pelo BNDES na Região Sul e o sexto colocado no país”, afirmou o diretor-presidente do banco, Orlando Pessuti.

Das 4.744 operações de crédito realizadas em 2017 pelo BRDE, 79% foram para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), num volume superior a R$ 1 bilhão. A média foi de R$ 463 mil por contratação, o que demonstra o compromisso do BRDE com o fomento ao desenvolvimento econômico e social sustentável para empreendimentos de todos os portes.

Somando o valor de R$ 2,2 bilhões em contratações com os recursos próprios dos investidores, o total aplicado em projetos financiados pelo banco na Região Sul chegou a R$ 4,071 bilhões em 2017. Assim, o Banco elevou para R$ 132,7 bilhões, em valores atualizados, o volume de recursos que aplicou nos seus 56 anos de atuação no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

SUSTENTABILIDADE – Nas contratações em 2017, foram destaque os financiamentos liberados por meio do programa BRDE Produção e Consumo Sustentáveis (PCS), com o repasse de R$ 45,7 milhões a empreendimentos de desenvolvimento sustentável nas áreas econômica, ambiental e social.

Além de primeiro banco a exigir Licença Ambiental para financiar projetos de empresas, mantém acordo de cooperação com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD/ONU) para a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O índice de aderência do Banco aos ODS chega a 83%.

PARANÁ – O BRDE vem contribuindo para os bons resultados da economia paranaense, com destaque para os investimentos no agronegócio e empresas de todos os portes. No período de 2011 a 2017, as contratações feitas pela Agência Paraná somaram R$ 7,2 bilhões. A Região Oeste concentrou 27% dos financiamentos.

O setor primário (agropecuária, floresta, extrativismo) ficou com a maior fatia dos investimentos, R$ 2,8 bilhões. Desse valor, R$ 2,2 bilhões foram repassados a produtores rurais. O setor de comércio e serviços representou R$ 1,74 bilhão dos investimentos e o da indústria de transformação, R$ 1,6 bilhão.

NÚMEROS – O BRDE está próximo de completar 57 anos com mais de 35 mil clientes e R$ 16,8 bilhões em ativos. São R$ 13,9 bilhões em financiamentos na Região Sul, dos quais R$ 5,7 bilhões no Paraná. O patrimônio líquido do banco é de R$ 2,4 bilhões. A instituição apoia projetos em todos os setores da economia em 90,9% dos municípios do Sul (1.083 cidades).

O banco opera com as seguintes linhas:

BNDES: Primeiro agente financeiro, com credencial nº1; maior repassador na região Sul; 6º maior repassador do BNDES no Brasil.

FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos): Primeiro agente financeiro do país cadastrado para repasse da linha Inovacred; maior repassador de linhas de inovação do Brasil.

FSA (Fundo Setorial do Audiovisual): Agente financeiro da Ancine para produções de cinema e obras audiovisuais em todo o Brasil.

CARTÃO BNDES: Primeira instituição de fomento pública do país credenciada para utilizar o Cartão BNDES.

FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste): Agente financeiro do FCO, fundo operado pela Agência Paraná do BRDE, para operações rurais e empresariais em MS.

FGTS: Agente financeiro do FGTS, beneficiando municípios e infraestrutura privada nas áreas de saneamento, resíduos sólidos e mobilidade urbana.

AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento): Recursos externos para financiamento de projetos de produção e consumo sustentáveis.

MINISTÉRIO DO TURISMO: Agente credenciado pelo Ministério do Turismo para operar o Fungetur (Fundo Geral de Turismo), beneficiando a infraestrutura desse setor.

Fonte: Ascom/BRDE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s