Projeto de restauração da Estação Saudade é entregue à Prefeitura de Ponta Grossa

Crédito: Prefeitura de Ponta Grossa

Em audiência realizada na última segunda-feira (26) no gabinete do prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, o presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná, Darci Piana, fez a entrega oficial do projeto de restauro da Estação Saudade, que será transformada em unidade cultural do Sesc.  A nova Estação também vai contar com um café-escola do Senac, nos moldes dos existentes no Paço da Liberdade, em Curitiba, e no Cadeião, em Londrina, as outras unidades culturais do Sesc.

O presidente Piana fez ainda o anúncio de que a unidade abrigará uma sala-museu, destinada à memória das ferrovias que cruzavam Ponta Grossa e região. “Vamos preservar a história das ferrovias e a identidade dos doadores, de forma que também a história das pessoas que tinham relação com a rede ferroviária seja lembrada para sempre”. Ver notícia sobre o museu em outro local desta edição.

O prefeito Marcelo Rangel destacou a importância do momento. “Quando assumimos a prefeitura, em 2013, tanto a Estação Saudade como o quadrilátero histórico estavam abandonados. Hoje a área já não é a cracolândia que foi e, com a restauração da Estação Saudade teremos um novo polo turístico para Ponta Grossa”, disse Marcelo Rangel.

A vice-prefeita Elizabeth Schmidt, presidente da FUMTUR – Fundação Municipal de Turismo de Ponta Grossa, revelou sua surpresa com a notícia da instalação da sala-museu. Ela, que já foi Secretária de Cultura do município, elogiou a iniciativa pelo legado que comporta.

Também se manifestaram diversos secretários municipais e os vereadores Mingo Menezes e Geraldo Stocco. A coordenadora de Fomento, Empreendedorismo e Inovação, Tonia Mansani, contou que era na Estação Saudade que seu avô ferroviário ia namorar com sua avó. “Minha família tem forte ligação com a Rede”, disse Tonia.

Além do presidente Piana, pelo Sistema Fecomércio usaram da palavra o presidente do Sindilojas Ponta Grossa, José Carlos Loureiro Neto, e o membro da Comissão de Obras da restauração, Sigismundo Mazurek. Para Loureiro, “a Estação Saudade será uma importante atração turística que vai impactar o comércio, porque Ponta Grossa irá receber pessoas que irão consumir no comércio, nos restaurantes e hospedar-se nos hotéis”. Já Mazurek ressaltou sua antiga relação com Ponta Grossa por ali ter estudado no Seminário Diocesano São José, nas Vilas Oficinas. “Foi no seminário que acompanhei pelo rádio a derrota do Brasil para o Uruguai na Copa do Mundo de 1950. Jamais imaginei que tantos anos depois eu teria a possibilidade de resgatar o elo que me une a esta cidade, como membro da Comissão de Obras do restauro da Estação Saudade”, encerrou.

Além das pessoas citadas, participaram da audiência o secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ari Guimarães Lovato; o secretário de Governo, Maurício Silva; o secretário de Indústria e Comércio, Paulo Henrique Carobonare; o presidente do IPLAN – Instituto de Planejamento de Ponta Grossa, Ciro Ribas Júnior; o coordenador de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Tecnológico, Adilson Strack; o comandante da Guarda Municipal, Edson Witek, e os gerentes executivos de Sesc e Senac, Everson Nunes Furtado e Meri Terezinha Messias Teixeira.

Fonte: Ascom/Fecomércio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s