Cascavel recebe audiência pública para discutir o uso excessivo de agrotóxicos no Paraná

 Acesse o Dossiê da ABRASCO sobre Impactos dos Agrotóxicos na Saúde e veja estudos e pesquisas que comprovam a relação entre agronegócio, agrotóxicos e transgênicos com problemas de saúde. 

A Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) – presidida pelo deputado estadual Rasca Rodrigues (Podemos) – em conjunto com a Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel (AREAC), realizarão no neste sábado (28), a partir das 9 horas, uma grande audiência pública para discutir o uso excessivo de agrotóxicos no Paraná. Lideranças políticas, órgãos de fiscalização do Governo do Estado, profissionais da agronomia, produtores agrícolas e especialistas no tema participarão do debate que acontecerá na sede da AREAC.

De acordo com o deputado Rasca, o objetivo principal do encontro é buscar soluções que levem à redução do uso dos agrotóxicos no estado. “A ideia não é apontar culpados, mas sim encontrar soluções e caminhos. Até porque todos nós sabemos que o uso excessivo de agrotóxicos é perigoso para a sociedade, perigoso para quem produz e para quem consume. Portanto, a solução está na conscientização do produtor, dos profissionais da agronomia e de quem fiscaliza”, explica Rasca.

Já o presidente da AREAC, engenheiro agrônomo Francisco Justo Jr., destaca que a audiência será um importante espaço para esclarecer publicamente as dificuldades dos profissionais e produtores. “Vamos colocar o ponto de vista dos profissionais e dos produtores, nossas dificuldades, e mostrar peculiaridades que levam ao uso desta quantidade de agrotóxicos”, completa Justo.

Segundo dados da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), o município de Cascavel é o campeão em uso de agrotóxicos no estado – com quase duas mil toneladas em 2017. No mesmo período, em todo o estado, foram usadas mais de 92 mil toneladas de agrotóxicos, colocando o Paraná como vice-campeão nacional no uso de veneno. O Brasil, por sua vez, é o campeão mundial no uso, com mais de um milhão de toneladas por ano, de acordo com estudos da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

“O Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo, há dez anos, e ao mesmo tempo tem a terceira maior produção agropecuária do mundo. A matemática não bate”, questiona Rasca, que tem liderado na Alep os debates sobre o uso excessivo dos agrotóxicos.

CONFIRMADOS – O promotor de Justiça de Cascavel, Ângelo Mazzucchi Santana; o diretor da 10ª Regional de Saúde de Cascavel, Miroslau Bailak; o diretor de Defesa Agropecuária da Adapar, Adriano Riesemberg; o presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Orso; o presidente da Federação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná, Ricardo Palma; o gerente de Sanidade Vegetal da Adapar, Marcílio Araújo; e o vereador Paulo Porto (PCdoB), confirmaram participação na audiência.

A audiência pública é aberta a toda à população e será dado o direito de manifestação a quem se inscrever durante o evento. A Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel (AREAC) tem sede na Rua Paranavaí, nº 1370.

Fonte:  ALEP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s