Obrigado caminhoneiros!

*Éricoh Morbiz

Ah, sei. Estou sendo irresponsável! Verdade.

Desde 1968 que não tinha este sentimento estranho de prazer e medo!

Afinal, nós, brasileiros estamos sendo humilhados, destratados, enganados, roubados, por quase todos os Governos. Uma mão talvez seja suficiente para enumerar os honestos e sérios.

Mas estamos há tempo treinando e ensaiando um basta, um grito de chega. E ficamos no quase, na selfie, no anestésico imobilismo…

Não se rouba um País, um povo, aos bilhões, sem custo. Não se tira,  a vida no hospital anêmico, destruído,  mandando dólares pra Suissa, pra off-shores algures….

Impunemente!

Cadeia é pouco. Devolver a grana é moleza.

Desde a virada do século, devíamos ter agido. Ir pra rua e tomar jeito.

Então, assim, sem mais nem menos, uns coitados que comem um sortidão nas estradas, que são roubados quando chegam nas cidades, que combinam um frete no início da viagem e ao longo dos próximos  dias pagam o combustível com 11 aumentos sucessivos, param o País.

Sim, talvez não consiga o meu remédio. Nem comprar a alface. E esquecer de andar  por aí.

Mas os prepotentes de Brasilia chamaram os líderes. Um tal de Orlando de Oliveira, deputado federal (foi ministro do PT não?!…) que brincava de chutar números na lei da  ( des ?) oneração, meses assim, livrou-se em minutos do assunto e quase que numa maratona, o plenário aprovou tudo. Errado e com medo das ruas. Maia, Eunicio, Marum, eta nomes bonitos e festeiros! Correm de um lado pro o outro e concordam que precisam baixar o imposto. Agora que a bunda chegou na água. Não deixavam a água chegar na bunda!

Temer e seus “ministros amestrados” se apressaram em abrir as portas do Planalto.

Mas como é lindo ver as ruas ocupadas, atores de cores variadas e ao lado de seus caminhões, dando entrevistas, virando celebridades.

Que saudade  de 1968. A gente derrubava os cavalos do Governador Paulo Pimentel (bolinhas de grude!…), a gente corria pro Passeio (quando dava se pulava o canal e a CEU nos protegia! Ou então o pau comia mesmo).

Algo precisava ser feito. Tínhamos que cair na real. Não podíamos continuar sabendo a cada minuto, que um bilhão, meio bilhão, 5 bilhões, estavam na conta de fulano do BNDES, ou no ex da Petrobras. Ou do Senador fulano, Deputado beltrano. A maioria do PT e sócios. Mas não só deles. A Gleise é só porta voz da gangue, da quadrilha. Mas quase todos estão atolados no Mensalão, na Lava Jato, e nestas incríveis e criativas sonoras da  garotada da Policia Federal. 50, 60 nem sei mais quantas são…

Herois juízes,procuradores, com salários, auxílios  e mordomias em dia não é tao difícil. Bom, claro. Já são diferentes.

O genial, o fantástico é ver estes homens (e algumas mulheres!) na rua, gritando, xingando, atormentando a vida de todo o mundo e com justiça: não recebem auxilio moradia, não viajam pra Europa para fazerem cursos e não emendam  feriadões folgados.

E claro, as figuras conhecidas, pedem aos togados (que liberam os  ladrões) que obriguem os caminhões saírem das ruas. Liberarem as vias públicas.

Ah, a Petrobras, cujo presidente já é chamado de gênio, decide baixar o preço. Depois de 11 aumentos em 15 dias. Nem sei se foi o presidente da Petrobras ou será que foi o novo   e recente presidente da BRF que agiu pra defender seus porcos e seus frangos? ( Posso sugerir uma penca de gestores e gestoras pra dirigir a Petrobras, com talento, competência. Sérios. Honestos. Meu colega de turma, Professor Luiz A.Lopes, da U.F.Pr daria lucro maior. E com preço menor. Tenho certeza! E o paraninfo Marcos Hauer, FAE 1971,  engrossaria a indicação).

Sim, o mercado, famoso mercado! A bolsa de NY! baixou o preço das ações. E daí, alguém obrigou comprar as ações? Não especularam?

E afinal, a Petrobras não é nossa? Não é também minha? Eu não ligo. Pode baixar as ações. Paciencia  que os programas com patrocínio fiquem gritando. É só agora…..

Afinal, alguns que  estão aqui em Curitiba, ali em Pinhais, na PF do Santa Candida,  pegaram, dizem, 6 ou 7 bilhões da nossa Petrobras.(Foi mais. Um Moro é pouco). O que é 10% a menos no preço do diesel?

Mídia. Mídia. Sejamos complacentes com estes valiosos caminhoneiros. Por instantes, vamos esquecer da propaganda paga. Das cotas. Vamos amplificar a voz deles e não dimensionar demais os queixosos.

Diabos, quase que esqueci: os boletos continuam a chegar. Os TJs, TFs,etc. cessaram os prazos, não terão expediente. Os bancos, lucrando bilhões cada vez mais, nem sabem que temos   motoristas falidos pelos juros do financiamento de seus  caminhões. Afinal, eles tem lá o ex  (será? Alguém sabe o nome de seu sucessor?…) Ministrinho Meireles, que vai se divertir de candidato a Presidente. O ventríloquo dele já disse que não pode abrir mão do imposto.  Lá no BC, onde só tem banqueiros ( nunca senta um trabalhador, um microempresário lá no famoso Conselho Monetário!) congelaram a baixa do juro. Não reduzem mais. (Alguém notou que os juros ficaram menores? Sério? Quem? )

Enfim, quem me conhece ou quem está lendo estas linhas, perdão! Perdão. Perdão.

Soltei o que estava preso aqui no coração (remendado e menor). Mas alguém, repito e por favor, aceitem,  alguém precisava dar um basta. Os caminhoneiros deram.

Agora, é hora de recuperar a serenidade, o bom senso.

 

Éricoh Morbiz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s