Brasil e Chile avançam em negociação para acordo de livre comércio

Presidente da República, Michel Temer, durante reunião bilateral com o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

O presidente Michel Temer disse hoje (24) que o avanço nas negociações para o estabelecimento de um acordo de livre comércio entre o Brasil e o Chile é consequência da aproximação entre Mercosul e a Aliança do Pacífico. Segundo ele, o encontro desta terça-feira com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, é “um dos primeiros resultados dessa aliança entre a Aliança do Pacífico e o Mercosul”.

As negociações abordam áreas que vão além da econômica já que, em termos de tarifas, Chile e Brasil têm comércio bastante liberalizado. Entre os temas do acordo, estão comércio de serviços, medidas sanitárias e fitossanitárias, facilitação de comércio e solução de controvérsias.

Os presidentes Temer e Piñera estão em Puerto Vallarta, no México, onde ocorre hoje a primeira cúpula entre Mercosul e Aliança do Pacífico. Além deles, também participam os demais presidentes dos países que compõem a Aliança do Pacífico: Juan Manuel Santos, da Colômbia; Enrique Peña Nieto, do México; e Martín Vizcarra, do Peru. O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, que ocupa a presidência pro tempore do Mercosul, também participará da reunião.

A negociação de um acordo de livre comércio entre Brasil e Chile começou em 27 de abril deste ano, quando Piñera esteve no Brasil. No início de junho, aconteceu a primeira rodada de negociações. A próxima rodada começa no dia 7 de agosto, em Santiago.

O Chile é o segundo principal parceiro comercial do Brasil na América do Sul, segundado dados do Itamaraty. Já o Brasil é o maior parceiro comercial do Chile na América do Sul, além de ser o principal destino dos investimentos chilenos no exterior, com estoque de US$ 31 bilhões. Em 2017, o intercâmbio comercial bilateral alcançou US$ 8,5 bilhões.

Mercosul e Colômbia assinam acordo de serviços 

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, Marcos Jorge de Lima, assinou nesta segunda-feira (23), junto com representantes dos demais membros do Mercosul, um protocolo sobre comércio de serviços entre o bloco econômico e a Colômbia. A cerimônia aconteceu na cidade de Puerto Vallarta, onde será realizada nesta terça-feira (24) a primeira cúpula entre os países da Aliança do Pacífico e do Mercosul.

O protocolo possibilita ampliar as trocas comerciais de serviços entre os países do Mercosul, incluindo o Brasil, e a Colômbia. O ministro Marcos Jorge diz que o acordo pode ter impacto em outros setores, como indústria e comércio: “Nossa preocupação é termos maior segurança jurídica para que o empresariado possa investir em outros setores que dependem de serviços”.

Também estavam na cerimônia de assinatura do acordo, os presidentes do Brasil, Michel Temer; do Uruguai, Tabaré Vázquez, que ocupa a presidência pro tempore do Mercoul; e da Colômbia, Juan Manuel Santos.

No ano passado, a corrente de comércio de bens entre o Brasil e os países da Aliança do Pacífico aumentou 21,4% em relação a 2016, de acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O total foi de US$ 25 bilhões. O objetivo da reunião é aumentar as trocas comerciais e os fluxos de investimentos entre os países dos blocos.

Fonte: Paola De Orte –  Agência Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s