Estado incentiva tecnologias para valorizar produtos do campo

Afirmação foi feita pelo governador em exercício Darci Piana na abertura da 14ª ExpoFrísia, em Carambeí, nos Campos Gerais. Ele destacou que as cooperativas e o agronegócio são grandes motores do desenvolvimento do Estado.

O governador em exercício Darci Piana afirmou nesta quinta-feira (25) na abertura da 14ª ExpoFrísia, em Carambeí, nos Campos Gerais, que o Estado incentiva o cooperativismo e a união dos produtores rurais, além do uso de novas tecnologias no campo para agregar valor, diminuir custos e potencializar a exposição dos produtos paranaenses nos mercados interno e externo. Ele destacou que o Paraná já possui sete das dez melhores cooperativas do País e que agora precisa aprimorar a malha de infraestrutura e logística para aumentar o volume de negócios no setor.

Realizada anualmente, a ExpoFrísia é uma das principais feiras do segmento leiteiro, promovida cooperativa Frísia, de Carambeí. O governador em exercício disse que as cooperativas e o agronegócio são grandes motores do desenvolvimento do Estado e que o bom desempenho do segmento representa ganho imediato e de longo prazo para a economia paranaense. “As cooperativas fazem muito pelo Estado. Cabe ao Governo fazer sua parte para melhorar o resultado do agronegócio. Também incentivar a produção de leite e a industrialização da carne para gerar produtos de maior valor agregado”, ressaltou.

Piana mencionou que o governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve nesta semana na China em busca de investidores para assumir concessões de rodovias do Estado, além de portos e ferrovias, e ressaltou a economia de R$ 80,3 milhões no primeiro trimestre do ano com congelamento de salários do primeiro escalão, corte de gastos e revisão nos contratos.

POTENCIAL – A Unium (união das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal) produz cerca de 2 milhões de litros de leite por dia em Carambeí e tem capacidade para processar 3 milhões de litros em três plantas (duas no Paraná e uma em São Paulo). São mais de cinco mil famílias cooperadas e R$ 1 bilhão em investimentos nos últimos oito anos para que os Campos Gerais se tornassem uma das três maiores bacias leiteiras do Brasil.

A Frísia é a cooperativa mais antiga do Paraná e a segunda do Brasil. Para o seu diretor-presidente, Renato Greidanus, o apoio do Estado para desenvolver as atividades do agronegócio e da agroindustrialização é fundamental para tornar a cadeia mais sustentável. “Nós propomos um ambiente saudável para todos os cidadãos, o que vai melhorar a distribuição de renda e tornar a nossa sociedade mais justa”, apontou.

Greidanus lembrou que a pecuária de leite tem crescido 10% ao ano nos últimos sete anos, o que triplicou a produção local. “Investimos na industrialização e toda a cadeia ganhou com isso. Um foco fundamental é na qualidade do leite, que anda junto com a produção, com um produto que respeita questões ambientais e sociais, além do bem-estar animal”, acrescentou.

EXEMPLOS – Para o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, a Frísia Cooperativa Agroindustrial e os pecuaristas da região dos Campos Gerais são exemplos para o Paraná. “Em Carambeí se produz com alta densidade, competência e em busca de desempenho. É uma referência, com vacas que produzem mais de 100 mil litros de leite. O próximo passo é desafogar a produção da região através do processamento. O Governo trabalha com esse planejamento”, disse.

De acordo com o prefeito de Carambeí, Osmar Blum, a cidade tem pelo menos 500 produtores com mais de quatro funcionários. A atividade da cooperativa sustenta boa parte da economia local. “O agronegócio é a mola propulsora da cidade. É a maior fonte de emprego e renda da comunidade. Agora vamos nos projetar como polo tecnológico para produtores aumentarem sua produtividade com redução nos custos”, afirmou. 

A cidade vai receber em junho o Agro Digital 2019, evento que apresenta avanços tecnológicos para os produtores de leite e alia o trabalho de pesquisadores e acadêmicos ao dia a dia da pecuária.

EXPOFRÍSIA 2019 – A 14ª ExpoFrísia acontece no Parque Histórico de Carambeí até este sábado (27). A feira conta com 25 expositores da cidade e da região e participação de agências estaduais do agronegócio como a Adapar e a Emater. Há competições oficiais para avaliar o porte e beleza dos animais, além de palestras sobre melhoramento genético e saúde dos bichos.Essa edição já conta o maior número de animais inscritos para o concurso da variedade holandesa da história: são 313 bovinos, 194 holandeses Preto e Branco e 119 Vermelho e Branco.

Outra novidade para o ano é a assinatura de uma parceria da Frísia com a startup OnFarm, que desenvolve soluções para melhorar a qualidade do leite e diminuir a quantidade de antibióticos na produção.

PRESENÇAS – Estiveram presentes na abertura da feira José Roberto Ricken, presidente do Sistema Ocepar; a deputada federal Aline Sleutjes; o deputado estadual Emerson Bacil; Hans Jan Groenwold, presidente da Associação Paranaense da Raça Holandesa; além de vereadores de Carambeí e representantes de setores do comércio e indústria dos Campos Gerais

Fonte: AEN/PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s