Paraná Serviços já tem pessoas cadastradas em 192 municípios

Ferramenta criada pelo Governo do Estado agiliza a vida de quem busca um trabalho, ligando quem oferece e quem procura por um serviço específico. Profissionais já contratados revelam os benefícios e recomendam para todos os autônomos.

Para a cabeleireira Alini Oliveira, 35 anos, usar o aplicativo está sendo interessante e bem prático. “Baixei o aplicativo já tem uns dois meses e nesse tempo pude ter a experiência de trabalhar, de ter as pessoas me contratando e descobrindo meu serviço, o que é muito importante. Já fui contratada quatro vezes. É muito bom”, conta a prestadora de serviços.  Foto: Divulgação/SEJUF

Iniciativa inovadora do Governo do Paraná para fomentar a geração de renda e retirar o trabalhador da informalidade, o aplicativo Paraná Serviços – uma ferramenta digital que faz a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços – já chegou a 192 municípios do Estado, oferecendo mais de 100 diferentes categorias de serviços autônomos.

Para a cabeleireira Alini Oliveira, 35 anos, usar o aplicativo é interessante e bem prático. “Baixei o aplicativo já há uns dois meses e nesse tempo pude ter a experiência de trabalhar, ter pessoas me contratando e descobrindo meu serviço, o que é muito importante. Já fui contratada quatro vezes. É muito bom”, conta Alini.

Criado pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e desenvolvido pela Celepar, o aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS e já registrou mais de 15 mil downloads até agora. “A ferramenta agiliza a vida de quem busca trabalho, ligando de uma ponta a outra, quem oferece e quem procura por um serviço específico”, afirma o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

A maquiadora Belquis Goulart, 35 anos, também já foi contratada por intermédico do app. Segundo ela, foi fácil realizar o cadastro e ajustar o perfil. “Achei ótima ideia do Paraná Serviços, pois é mais uma oportunidade de conseguir um novo trabalho de maneira prática, sem sair de casa”, afirma. “Durante o processo do cadastro, da pesquisa até a contratação tive uma boa experiência, trocamos mensagens pelo chat, a pessoa precisava urgente do serviço e gostou da apresentação e das fotos divulgadas no meu perfil, depois passamos ao whatsapp e na sequência conseguimos fechar negócio, simples e direto”, revela.

É a mesma avaliação da designer de sobrancelhas Elaine Pereira de Lima, que baixou há um mês o aplicativo. “Acho um bom meio de mostrar meu trabalho, com a intenção de ter mais um canal de divulgação e uma oportunidade de ter novos clientes na minha área”.

INTERIORIZAÇÃO – As cidades do Paraná que estão melhores colocadas entre os registros de downloads, além de capital, são as da Região Metropolitana da Curitiba, que contam com um número expressivo de trabalhadores cadastrados.

O Governo do Paraná, por meio dos Escritórios Regionais da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, vai começar a divulgar o aplicativo em eventos por todo o Estado no intuito de aumentar cada vez mais a geração de empregos. A divulgação será feita com a apresentação da ferramenta para os prestadores de serviços das regiões. A primeira ação acontece na próxima quinta-feira (9), em Cascavel, na Agência do Trabalhador.

Segundo o assessor de Inovação e Tecnologia da Secretaria, André Telles, essa é uma importante inovação do Governo do Estado. “Nosso dever é fazer com que o trabalhador possa se encaixar no mercado de trabalho. Estamos adaptando cada vez mais a ferramenta para melhor atender o profissional autônomo, com um novo tutorial e passo a passo de como mexer no app. Com isso ele pode também incluir na apresentação do perfil, fotos e um pequeno currículo. Isso assegura que as pessoas possam contratar trabalhadores de confiança e qualidade”.

Além de cadastrar os profissionais no sistema para que sejam encontrados e contratados diretamente pelos usuários, o Departamento do Trabalho da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, também fornece a capacitação profissional e a orientação necessária para que eles se tonem Microempreendedor Individual (MEI).

Uma pesquisa realizada pela Celepar em 2017 indica que 35% das pessoas que buscam emprego nas agências têm potencial para exercer uma atividade profissional autônoma.

Fonte: AEN/PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s