Papel do Brasil em economias globalizadas é destaque da fala de Marcos Troyjo

Secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais foi um dos painelistas do FIB 2019

Secretário Marcos Troyjo destacou a importância dos acordos firmados com o Mercosul e União Europeia

O Secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, foi um dos painelistas no Fórum de Investimentos Brasil 2019, que acontece em São Paulo desde ontem (10/10) e encerra hoje (11/10). Em sua fala, Troyjo destacou a participação brasileira no comércio internacional e os recentes acordos bilaterais firmados pelo país.

De acordo com Troyjo, “é preciso debater a economia em contextos globais, sem desconsiderar a importância dos mercados locais, a exemplo do Brexit, seja em relação às cadeias de consumo ou em geração de empregos”.

Investimentos privados; privatizações e reequilíbrio de ativos, “como citado pelo ministro Paulo Guedes”; e acordos e aberturas de novos mercados, como Canadá e México, devem “fazer com que o passado brasileiro seja esquecido e o país volte a ficar no centro comercial do mundo. Quatro anos atrás havia uma tempestade no Brasil. A economia global não favorecia o país por causa do processo sistêmico de corrupção. Mas hoje temos dias de sol”, afirmou.

O Secretário Especial também citou novos acordos com o Mercosul e com a União Europeia como exemplos da nova política internacional e integração de economias. “O Brasil é o país mais ambicioso quanto às reformas e à implantação de uma nova agenda. As reformas da Previdência e a Tributária, por exemplo, vêm para reorganizar a economia e trazer mais investimentos”, finalizou o secretário. 

Participaram do painel o gerente de Comércio e Integração do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Fabrizio Opertti; o secretário de Política Externa do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Norberto Moretti; Luiz Pretti, Chief Executivo Oficer (CEO) da Cargill; Dilip Sundaram, CEO da Mahindra; Lisa Schroeter, diretora da Dow Chemical; e Rick Scott, senador dos Estados Unidos.

Fonte: Ministério da Economia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s