Tecpar e Cibiogás se unem para fortalecer cadeia produtiva de biogás

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e o Centro Internacional de Energias Renováveis (ClBiogás) assinaram termo de cooperação para formalizar o desenvolvimento de ações conjuntas para fortalecer a cadeia produtiva do biogás no Paraná.

Foto: Marcos Labanca

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, afirma que o instituto está ampliando sua atuação na busca por novas fontes de energia renovável, por meio de parcerias estratégicas com instituições de referência, conforme as diretrizes de inovação propostas pelo Governo do Estado.

“O Paraná firmou um compromisso de buscar soluções que aliem desenvolvimento econômico à sustentabilidade ambiental e o Tecpar está inserido neste contexto. Além de posicionar o estado na vanguarda da cadeia produtiva do biogás, esta aliança tecnológica com a CIbiogás vai fortalecer a bioeconomia”, afirma Jorge Callado.

O diretor-presidente do CIbiogás, Rafael González,diz que este termo de cooperação irá promover o avanço tecnológico do setor, não apenas às instituições envolvidas, mas ao estado como um todo.“O Paraná é um dos estados com maior potencial de produção de biogás no país e nossa parceria com o Tecpar fortalece a construção de novas oportunidades para o setor, tendo como um dos focos centrais o adensamento e integração estratégica de cadeias produtivas do biogás no Estado”, observa.

Termos – A parceria prevê a realização de workshops temáticos com equipes das instituições e parceiros e visitas técnicas em projetos de referência em produção e uso de biometano. As instituições também unirão forças para a estruturação de um laboratório para certificação de biocombustíveis. 

O acordo também inclui o CIBiogás na Rede de Laboratórios de Biogás que está sendo organizada pelo Tecpar e instituições parceiras e a colaboração para estruturação de uma plataforma digital de adensamento da cadeia produtiva do biogás. 

Instituto – O Tecpar é responsável pelo Programa Paranaense de Energias Renováveis, no qual coordena a secretaria executiva do projeto Smart Energy, que busca desenvolver o setor energético do ponto de vista econômico, ambiental e social no estado.

Entre as iniciativas lideradas pelo instituto está o programa Living Lab, que vai transformar o câmpus CIC em um ecossistema de inovação aberto. Dos oito projetos aprovados na chamada pública, cinco irão testar novas tecnologias na área de energias renováveis. 

CIBiogás– Localizado no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, o CIBiogás é uma instituição de Ciência e Tecnologia, em formato de associação, que se dedica ao desenvolvimento da cadeia produtiva do biogás, com o objetivo de promover o mercado de energias renováveis. A associação reúne 27 instituições que desenvolvem e apoiam projetos relacionados às energias renováveis.

Desde 2014, atua no desenvolvimento tecnológico para produção de biogás e biometano por fontes agropecuárias e urbanas, estimulando o uso do biogás para energia elétrica e térmica e o uso do biometano para abastecimento de frotas de veículos.

Potencial – De acordo com o relatório sobre o “Potencial de produção de biogás no Sul do Brasil”, os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul concentram 36% das plantas de biogás no Brasil. O levantamento aponta que a agroindústria sul brasileira produz cerca de 89 mil metros cúbicos de biogás por dia e que o potencial de ampliação deste volume é de 99%.  

Fonte: Ascom/Tecpar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s