Efeitos da pandemia são vistos com pessimismo por economistas

Pesquisa também apresenta aumento no pessimismo em relação ao futuro da economia
Pesquisa também apresenta aumento no pessimismo em relação ao futuro da economia. Crédito: Fecomércio-CE

A pesquisa Índice de Expectativas dos Especialistas em Economia (IEE) revelou um aumento do número de variáveis analisadas com pessimismo em relação ao levantamento anterior, de três para seis. A análise, realizada em parceria pela Fecomércio-CE e o Conselho Regional de Economia (Corecon-CE), tem periodicidade bimestral e colheu no período março-abril as expectativas de 105 especialistas em economia.

Os resultados da pesquisa refletem sobretudo o avanço da pandemia da covid-19 no Brasil e no mundo. De acordo com o levantamento, os três índices que compõem o levantamento, de percepção geral (74,4 pontos), de percepção futura (79,7 pontos) e de percepção presente (69,1 pontos), registraram expressivo pessimismo dos analistas consultados em relação ao quadro econômico nacional e internacional.

A pesquisa pontua de zero a 200 pontos as variáveis analisadas. Abaixo de 100 pontos configura-se uma situação de pessimismo e acima desse valor, otimismo.

Variáveis

Em relação à pesquisa anterior, o número de variáveis percebidas com pessimismo saltou de três para seis: gastos públicos (76,8 pontos); nível de emprego (49,0 pontos); evolução do PIB (47,4 pontos); taxa de câmbio (43,8 pontos); salários reais (39,7 pontos) e cenário internacional (36,1 pontos). Apenas três variáveis foram analisadas com otimismo: oferta de crédito (144,3 pontos), taxa de juros (129,4 pontos) e taxa de inflação (103,1 pontos).

Sobre o comportamento futuro das variáveis, a pesquisa também apresenta aumento no pessimismo, de 33,2%. Além disso, cabe destacar que a percepção sobre o desempenho presente revelou uma piora nas expectativas de 37,6%, registrando 69,1 pontos.

A amostra reúne profissionais dos mais diversos setores da economia cearense: indústria, agricultura, setor público, mercado financeiro, comércio e serviços. Economistas, empresários, consultores, executivos de finanças, professores universitários, pesquisadores, analistas e dirigentes de entidades diversas contribuíram com suas percepções.

Fonte: Ascom/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s