Balanço dos 500 dias de governo tem como destaque as medidas de combate à pandemia do novo coronavírus

Equilíbrio entre proteção da saúde e preservação da economia foi defendido em entrevista coletiva de ministros nesta sexta-feira (15/5)

15/05/2020- Ministro da Economia, Paulo Guedes, em coletiva sobre os 500 Dias de Governo
Coletiva 500 dias de Governo e combate à Covid-19, Palácio do Planalto. Foto: Edu Andrade/Ascom/ME.

“A pandemia tem começo, meio e fim. O Brasil, não. O Brasil vai continuar”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista coletiva realizada no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (15/5) para marcar os primeiros 500 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro.

As medidas de enfrentamento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus foram o destaque nas manifestações de Paulo Guedes e dos outros ministros que participaram do evento: Walter Braga Netto (Casa Civil), Damares Alves (Família, Mulher e Direitos Humanos) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).  

O ministro da Economia foi enfático ao defender o equilíbrio entre o combate à pandemia e preservação dos “sinais vitais” da economia. “O isolamento social protege a vida, mas o isolamento econômico ameaça a vida. Falar da importância da economia não é falar mal da saúde”, afirmou. “Um, pássaro, para voar, precisa das duas asas”, ressaltou.

Confira aqui o balanço das medidas implementadas no combate à Covid-19.

Paulo Guedes lembrou que as reformas estruturantes foram interrompidas para que o governo pudesse tomar as medidas emergenciais voltadas à proteção dos mais vulneráveis e à manutenção do emprego e reiterou seu apelo ao Congresso Nacional, para que não derrube o veto do presidente Jair Bolsonaro ao aumento do funcionalismo. “Precisamos dessa contribuição do funcionalismo público”.

Ainda durante sua fala, o ministro disse que os municípios, os estados e o Congresso Nacional precisam entender que o auxílio emergencial aos entes federativos não pode ser usado para concessão de aumentos salariais, o que, segundo ele, faria com que despesas extraordinárias virassem “aumento permanente de despesas”.

Responsável pela Secretaria de Governo, o ministro Luiz Eduardo Ramos apresentou um vídeo sobre os 500 dias, produzido pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom), no qual o foco são as medidas de combate à pandemia. O Planalto também lançou um site sobre os 500 dias de governo “Não é para comemorar. É para refletir”, disse ele, que manifestou condolências às famílias atingidas pelo novo coronavírus.

Fonte: Ministério da Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s