Copel vai alcançar neste semestre 390 mil medidores de energia substituídos por modelos inteligentes

Novos dispositivos dão mais controle e segurança no consumo de energia. Medidores digitais permitem monitoramento da rede em tempo real, o que agiliza eventuais intervenções de técnicos.

Programa da Copel vai instalar 390 mil medidores inteligentes no 1º semestre – Curitiba, 17/02/2022

Paranaenses terão mais controle e segurança sobre o consumo de energia elétrica. Até o fim do semestre, a Copel vai concluir a substituição de 390 mil medidores analógicos por modelos inteligentes, em 73 municípios das regiões Oeste, Sudoeste e Centro-Sul do Paraná. A Rede Elétrica Inteligente (REI), maior programa do gênero em execução no Brasil, está modernizando a gestão e a distribuição de energia elétrica no Estado, sem custo para o consumidor.

Os medidores estão sendo substituídos por equipamentos digitais em todas as unidades consumidoras dos municípios que fazem parte do programa. Os novos dispositivos se comunicam automaticamente com o Centro Integrado de Operação da Distribuição da Copel, permitindo o controle remoto da rede, da subestação ao consumidor final.

Até este mês, 240 mil medidores já haviam sido substituídos em 63 cidades. “O Rede Elétrica Inteligente garante mais qualidade de vida aos paranaenses e segurança para o agronegócio e para a indústria”, explica o presidente da Copel, Daniel Slaviero.

Ele ressalta que o programa atende aos três principais pilares da companhia: qualidade de energia para os clientes, investimento seguro e redução de custos. “A iniciativa atende às demandas dos clientes com mais rapidez, otimiza deslocamentos de equipes e possibilita a geração de dados qualificados para a Copel e para os consumidores”, completa.

MONITORAMENTO – Esse sistema permite a leitura remota e dá autonomia para o usuário monitorar seu consumo em tempo real por meio do aplicativo da Copel para celular.

Os sensores e dispositivos de controle a distância da rede inteligente vão reduzir o tempo de desligamento provocado por intempéries e outros fatores externos ao sistema. Eles permitem que a rede se religue automaticamente quando isso for possível e, nos casos em que não ocorra, fornecem dados para que a Companhia possa detectar e sanar eventuais problemas de desligamento a partir do Centro Integrado de Operação da Distribuição, em Curitiba.

Quando houver necessidade de intervenção de técnicos, com as informações fornecidas pela rede inteligente, o centro poderá indicar o ponto exato que gerou a queda de energia, agilizando o tempo para o restabelecimento.

INVESTIMENTO – O REI está em sua primeira fase, que recebe R$ 820 milhões em investimentos. O valor será aplicado em 151 municípios das regiões Leste (Região Metropolitana de Curitiba), Centro-Sul, Oeste e Sudoeste do Paraná até 2023. A implantação do programa começou em abril de 2021, em Pato Branco, onde cerca de 90% dos medidores antigos já foram substituídos pelo modelo digital. Aproximadamente 4,5 milhões de paranaenses já estão sendo beneficiados com a instalação dos medidores inteligentes.

Fonte: Copel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s