Precisamos de visão de longo prazo em que a inovação seja prioridade, diz presidente da CNI

Robson Andrade defendeu aumento dos investimentos na área e atenção à formação de mão de obra especializada. Ele fez o discurso de abertura do 9º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Precisamos de visão de longo prazo em que a inovação seja prioridade, diz presidente da CNI

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, defendeu que o Brasil priorize uma política de longo prazo para a área de inovação. A afirmação foi feita na manhã desta quarta-feira (9), durante o discurso de abertura do 9º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, promovido pela CNI e pelo Sebrae, em São Paulo.

“Devemos construir, com urgência, uma visão de longo prazo em que a inovação seja a prioridade e o principal vetor para a inserção internacional do Brasil na era do conhecimento”, pontuou o presidente da CNI.

Segundo ele, as adversidades inéditas trazidas pela pandemia de Covid-19 reforçaram a importância da inovação para a retomada do crescimento econômico e para a melhoria da qualidade de vida da população.

Robson Andrade alertou que o desafio da inovação no Brasil precisa ser compartilhado pelo poder público e iniciativa privada. “O esforço dos setores público e privado para estimular o desenvolvimento tecnológico é imprescindível para aumentar a produtividade, acelerar o crescimento econômico e promover o bem-estar da população brasileira”, disse.

Além de uma política de longo prazo para ciência, tecnologia e inovação (CT&I), o presidente da CNI recomendou que o país promova melhorias no ambiente regulatório, amplie os investimentos em CT&I para patamares internacionais e priorize a formação de recursos humanos para áreas ligadas à transformação digital.

Brasil ocupa a 57ª posição no Índice Global de Inovação, ranking que avalia 132 países. Robson Andrade pontuou que essa colocação é incompatível com a grandeza do país, com a sofisticação do setor empresarial brasileiro e com o fato de sermos a 11ª economia do mundo.

Fonte: Agência CNI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s