Sanepar apresenta sistema de esgoto sustentável no Fórum Mundial da Água, no Senegal

Parceria entre a Companhia e a Itaipu Binacional em sistemas sustentáveis de esgotamento sanitário foi destaque. Maior evento mundial sobre o assunto, o Fórum reúne cerca de 10 mil pessoas, entre lideranças, técnicos e pesquisadores.

Gustavo Possetti, gerente da Sanepar, em apresentação no Fórum Mundial da Água – 23/03/2022

A Sanepar e a Itaipu Binacional apresentaram nesta quarta-feira (23), no 9º Fórum Mundial da Água, o exemplo bem-sucedido de cooperação para a implementação de sistemas sustentáveis de esgotamento sanitário em cidades da região Oeste do Paraná, que visam à segurança hídrica e energética. A apresentação foi feita pelo gerente de Pesquisa e Inovação da Companhia, Gustavo Rafael Collere Possetti, responsável pela Cooperação Técnica e Financeira, que também envolve o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), e pela bióloga da Itaipu Binacional, Jussara Elias de Souza.

Organizado a cada três anos pelo Conselho Mundial da Água, o Fórum acontece na cidade de Dacar, no Senegal, com mais de 10 mil participantes. É o maior evento internacional sobre o assunto e reúne lideranças, técnicos e pesquisadores de todo o mundo, com o objetivo de debater e propor soluções para os problemas relacionados à água em nível global.

Sanepar e Itaipu foram convidadas para integrar a programação desta edição. A organização do evento considerou que a iniciativa das duas empresas é uma demonstração de como a colaboração de diferentes atores pode contribuir para a gestão integrada

de recursos hídricos, harmonizando os interesses dos usuários da água e desenvolvendo o saneamento de uma região.

O trabalho integrado é realizado em estações de tratamento de esgoto já existentes nas cidades de Medianeira, Itaipulândia e Santa Helena e contempla, ainda, a construção de sistemas de coleta e o tratamento de esgoto para Missal, Ramilândia e Serranópolis do Iguaçu.

Os investimentos compartilhados são de R$ 74 milhões, que serão aplicados até o final de 2025.

Os sistemas estão sendo concebidos com o propósito de geração de valor com premissas de inovação, remoção de nutrientes, economia circular e novos arranjos de gestão, contribuindo com a melhoria da qualidade dos corpos hídricos daquela região e da vida da população.

“A cooperação é um instrumento essencial para avançarmos com o saneamento ambiental inclusivo e sustentável. Conceber alianças estratégicas voltadas para garantir água potável e serviços de esgotamento sanitário para todos é uma das principais orientações provenientes do 9º Fórum Mundial da Água”, afirma Gustavo Possetti.

A Sanepar também está representada no Fórum pela gerente de Recursos Hídricos, Ester Amélia Assis Mendes, gestora de um outro convênio em andamento com a Itaipu Binacional e o PTI-BR, voltado para o desenvolvimento de sistemas integrados de dados para gestão e segurança da água nas Bacias do Piquiri, Ivaí e Paraná 3.

Fonte: Sanepar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s