Indicadores de infraestrutura revelam recuperação da atividade econômica ao nível pré-pandemia

Na comparação do 1º trimestre deste ano com o mesmo período de 2021, 10 de 15 indicadores tiveram alta. A mais expressiva foi no transporte aéreo de passageiros. CNI lançou relatório virtual nesta terça

Dez dos 15 indicadores monitorados no Relatório Mensal de Infraestrutura da Confederação Nacional da Indústria (CNI) registraram alta no primeiro trimestre de 2022 na comparação com o mesmo período de 2021. De acordo com levantamento da CNI, o maior aumento foi verificado no transporte aéreo de passageiros, que teve um salto de 57%. No ano de 2021, diversos setores da economia apresentaram recuperação da atividade, após uma queda no desempenho provocada pela pandemia do Covid-19.

Os dados dos indicadores acompanhados pela CNI agora também podem ser acessados de forma virtual. A CNI lança nesta terça-feira (31) a versão digital do Relatório de Infraestrutura. No Painel CNI da Infraestrutura Brasileira é possível acessar a série histórica de indicadores, fazer filtros personalizados e baixar os dados.

Entre os maiores destaques da comparação entre o primeiro trimestre deste ano com o mesmo período do ano passado também estão o crescimento do consumo aparente de petróleo, com alta de 16%, e do transporte de cargas aéreas (14%). Os outros itens que tiveram aumento de demanda foram: acessos à internet fixa (11%), transporte ferroviário de mercadorias gerais (9%), acessos à internet móvel (8%), consumo comercial de energia elétrica (6,6%), produção nacional de gás natural (6,4%), tráfego total em rodovias pedagiadas (6%) e consumo residencial de energia elétrica (1%).

Queda no transporte marítimo

Outras atividades econômicas apresentaram uma queda no primeiro trimestre de 2022 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Após registrar uma significativa expansão em 2021, a movimentação de carga no transporte marítimo apresentou queda de 4% na navegação de cabotagem e de 3% transporte marítimo para comércio exterior. Outros indicadores que tiveram queda no período comparado foram: transporte ferroviário de minério de ferro (-9%), tráfego de caminhões em rodovias pedagiadas (-3%) e consumo industrial de energia elétrica (- 1,1%). 

Os dados revelam uma recuperação dos efeitos da paralisação econômica e social ocasionados pela pandemia, ainda que desigual, e mudanças de comportamento dos consumidores, como o aumento do consumo residencial de energia e internet.

Por: Diego Abreu

Fonte: Portal da Indústria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s